CARTA ABERTA DO GRANDE MESTRE NACIONAL – GESTÃO 2018 – SCODB – DIOGO PIGOZZI BAZZANELLA

Belo Horizonte, 31 de Dezembro de 2018,

À Nação DeMolay Brasileira, soberana, legal e legítima,

Meus Irmãos,

Assim cumprimento todos os DeMolays, que há mais de 22 anos tenho o prazer de cerrar fileiras, e todos os Maçons, que há quase 100 anos lançaram base para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, por meio do investimento na juventude. Como sabem, o Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil é, desde 1985, a instituição soberana e legítima para gerir legalmente a Ordem DeMolay em todo o território nacional, trabalhando de modo ininterrupto pela juventude em nosso país. Um grande legado de melhoria para a sociedade brasileira que começou há quase 40 anos, graças aos esforços do saudoso Irmão Alberto Mansur, Grande Mestre Nacional de Honra e fundador da nossa Fraternidade no Brasil. Fazemos questão de ressaltar nossos trabalhos para que tenham sempre em mente que o Supremo Conselho é uma instituição madura, carregando em sua história as dores e as glórias causadas por seus membros e Lideranças. E a esses últimos, inclusive a mim, cabe única e exclusivamente a responsabilidade pelo progresso e, em mesmo grau, pelas dificuldades. Por isso, ter repousado em meus ombros o mesmo colar que Irmão Mansur usou foi motivo de felicidade, em mesma medida que foi em responsabilidade. Nossa instituição é evoluída, possuindo em suas memórias as marcas de crises passadas. Percebemos que apenas a unidade foi o que a fez sustentar-se durante todos esses anos. Por isso, foi necessário o reforço para laços mais firmes, a fim de que juntos pudéssemos colaborar na construção de um Supremo Conselho cada vez mais forte. E tenho firme convicção de que fizemos isso, com todo o entusiasmo, enfrentando as adversidades que tentaram colocar em nosso caminho! Meus Irmãos, tenho orgulho de ter podido contar com tão ilustres e valorosos homens no trato da Ordem DeMolay em todo o Brasil, convocados que foram para unir e criar a unidade que queríamos ter em nosso Supremo Conselho, do modo que a instituição merece e precisava. Sem a colaboração de cada um, não conseguiríamos cumprir com a nossa proposta de serviço pela transparência, probidade, profissionalismo e dar novos ares para a Ordem DeMolay brasileira.

Acredito que o nosso trabalho poderá ainda repercutir positivamente como legado ao futuro. Deixamos para o passado uma ferida causada pela crise institucional. E apenas com a união e colaboração conseguimos ainda vislumbrar o fortalecimento da mais antiga instituição DeMolay no mundo, com trabalhos incessantes e ininterruptos, deixando-a ainda mais pujante e forte. Em 2018, conseguimos profissionalizar a comunicação, com parcerias e materiais inéditos na Ordem DeMolay; expandimos em mais de 30 Capítulos, Távolas e Conventos por todo o Brasil; realizamos o Desafio Nacional de Filantropia, com aderência de mais de 160 Capítulos, atingido mais de 44 mil vidas, 90 toneladas de alimentos doados e a realização da campanha de conscientização contra o câncer infanto-juvenil; lançamos o Minha CID; incrementamos e melhoramos o SISDM, PAE, emissão de protocolos, com mais de 200 tickets/mês atendidos; investimos nas plataformas dos projetos Padrão Nacional; valorizamos os Conselhos Estaduais da Cavalaria; realizamos adequações legislativas importantes; trabalhamos na reeducação da austeridade orçamentária para retomada da saúde financeira; capacitamos mais de 850 Cavaleiros, com identificação apurada de resultados pelo PACC; implantamos as Comissões de Governança e de Ouvidoria; realizamos treinamento online, público e gratuito, com aplicação do Plano Pedagógico DeMolay; estreitamos as relações maçônicas com o Grande Oriente do Brasil; com muitos outros projetos internos, e ainda outros que foram planejados e legados para as próximas Gestões. Meus Irmãos, tudo isso foi feito a muitas mãos, e agradeço a todos pela oportunidade de liderar e cumprir com um dos desafios mais importantes e difíceis que enfrentei em minha vida maçônica. Rogo ao Pai Celestial para que a Virtude DeMolay do Companheirismo possa brilhar também nos corações de todos os Maçons, e que possamos continuar dignos de trabalhos relevantes pela juventude brasileira.

Fraternalmente,

DIOGO PIGOZZI BAZZANELLA

Grande Mestre Nacional

 Gestão 2018

Você também pode se interessar por