Alô Sênior DeMolay: Termina nesta segunda-feira, 17 de junho, a Campanha Nacional de Regularização em prol do Rio Grande do Sul

Termina nesta segunda-feira, 17 de junho, a Campanha Nacional de Regularização 2024, com o objetivo de ajudar a população do Rio Grande do Sul, onde a cada Sênior DeMolay que se regularizar, serão destinados 60 reais em prol das vítimas das enchentes desse estado. Ao se regularizarem vocês estarão ajudando o povo do sul do país.

Essa campanha nacional é promovida pela Associação Demolay Alumni Brasil (ADAB), em parceria com o Supremo Conselho Demolay Brasil (SCDB), tendo seu início em 26 de maio.

“A campanha surge da responsabilidade de fazer algo em prol daqueles que estão precisando, refletindo um compromisso genuíno com o bem-estar da comunidade. Essa iniciativa da Ordem DeMolay brasileira mobiliza todos a participarem, colocando em prática as virtudes aprendidas na Ordem e evidenciando que saímos dela como cidadãos comprometidos com o serviço e a solidariedade. É um exemplo inspirador de como a juventude pode ser um agente de mudança positiva na sociedade”, menciona o presidente da ADAB, Adilson Pasqual.

O valor da regularização se manteve em 180 reais, o prazo desta campanha é de 26 de maio a 17 de junho de 2024; a ADAB e o SCDB destinarão 60 reais de cada regularização em prol das vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul.

“Ao unir esforços e recursos, a campanha não apenas atende às necessidades imediatas dos mais vulneráveis, mas também fortalece os laços comunitários e promove valores essenciais como empatia, generosidade e responsabilidade social. É um testemunho do poder transformador do serviço voluntário e do impacto positivo que podemos ter quando nos unimos para o bem comum”, finaliza o presidente Adilson Pasqual.

Rio Grande do Sul:

Cerca de 2,3 milhões pessoas foram afetadas pelos efeitos das chuvas nas regiões Central, dos Vales, Serra e Metropolitana de Porto Alegre, sendo que mais de 442 mil moradores tiveram que deixar suas residências (cerca de 18 mil em abrigos e 423 mil desalojados).

Há cinco dias, a Defesa Civil confirmou mais duas mortes e total chega a 175; 38 seguem desaparecidos.

Quase 95% das cidades do Rio Grande do Sul foram afetadas pelas chuvas que castigaram o estado entre o fim de abril e o mês de maio deste ano, segundo balanço divulgado recentemente pela Defesa Civil.

Segundo o relatório, 471 das 497 cidades gaúchas foram afetadas pelas tempestades –o equivalente a 94,77% do total. Ou seja, somente 26 não tiveram nenhum impacto relacionado às chuvas.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por