Jovem DeMolay do Pará salva vida de um homem com transtorno

Membro da Ordem DeMolay percebe jovem transtornado, aciona o Corpo de Bombeiros e evita o que poderia ser uma tragédia. O fato aconteceu no dia 2 de junho, em Marabá, Região Sudeste, distante 570 km de Belém. O jovem Luan Silvestre Constantino, 19, membro do Capítulo Pedro Marinho de Oliveira n° 220, e do Priorado Lourival Macias nº 169, patrocinada pela A.R.L.S. Firmeza e Humanidade Marabaense n°6, passeava de bike, na ponte sobre o rio Itacaiunas, como sempre faz, e percebeu que a atitude de um homem, na faixa dos seus 33 anos, não era normal e podia ser perigosa para ele.

O jovem DeMolay parou sua bike e imediatamente puxou assunto com ele ficando claro de que o mesmo não estava coordenando ideias, apresentando fala confusa e se mostrando bem abatido.

Luan explica que foi o único naquele momento a perceber aquela situação e que a sua primeira ideia foi acionar o Corpo de Bombeiros, o que fez com o seu celular, de forma discreta. Além disso, esperou no local até que chegou a primeira equipe de resgate, em uma ambulância.

Ali mesmo, os Bombeiros e a PM promoveram um isolamento do perímetro e passaram a conversar com o homem, se envolver com a sua história pessoal, sem movimentos bruscos e 100% no diálogo, até convencê-lo a sair do parapeito da ponte. O rapaz foi amparado e levado na ambulância para receber atendimento especializado.

O fato chamou a atenção da imprensa local, onde chegou a emissora do Sistema Brasileiro de Televisão, (SBT), no qual o jovem DeMolay foi entrevistado.

“Eu disse boa tarde e perguntei se ele estava bem, se precisava de algo, se queria que eu ligasse pra alguém, só que ele não estava respondendo, estava com desordem na fala. Fiquei feliz por ter conseguido fazer diferença na vida dele pra melhor, não tive nenhum diálogo longo com ele já que ele estava aparentemente embriagado”.

O jovem DeMolay é natural de Marabá, tem paixão por bicicleta e a utiliza também como meio de transporte. Na vida profana, Luan é estudante de Engenharia Civil.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por