Loja Maçônica Fraternidade e Sabedoria, na BA, apoia pesquisas sobre a Assistência à Saúde no Brasil

Com o apoio da Loja Maçônica Fraternidade e Sabedoria nº 242, em Santo Antônio de Jesus, distante 200 km de Salvador, localizado no Recôncavo Sul da Bahia, os historiadores Luiz Otávio Ferreira, Gisele Sanglard e Renilda Barreto, lançaram, em dezembro, do ano passado, no auditório da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, (UFRB), o livro A Interiorização da Assistência, editora mineira Fino Traço, com 374 páginas. A obra coletiva tem como objetivo, estudar a expansão e a diversificação da assistência à saúde no Brasil, entre 1850 e 1945, localidades afastadas dos grandes centros urbanos nas províncias/estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

Essa obra historiográfica apresenta estudos inéditos sobre a interiorização da assistência à saúde no Brasil como um todo. O termo assistência é compreendido como ações diversas, organizadas pela caridade, pela filantropia, pelas entidades de auxílio mútuo e também pelo poder público, para dar resposta às questões sociais, tais como a pobreza, a doença, a invalidez, a mendicância e o desemprego, dentre outras.

O livro traz o protagonismo das Santas Casas da Misericórdia – Irmandades laica implantada durante a colonização portuguesa – e no papel que elas tiveram no cuidado a população desamparada.

Segundo a historiada Renilda Barreto, as Santas Casas da Misericórdia, as Câmaras Municipais e a Maçonaria, foram importantes na formação do estado brasileiro após a independência do Brasil em 1822.

“Observa-se que as elites interioranas compunham, ao mesmo tempo, os quadros das instituições acima citadas e que organizaram os arranjos políticos, as instituições de cuidados aos necessitados, organização, os mecanismos de pacificação social, e a circulação do conhecimento”, menciona Renilda Barreto.

Esse livro é um convite a todos/as brasileiros/as que desejam conhecer um pouco mais sobre a história do Brasil.

Renilda Barreto, além de historiadora é Doutora em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz, com Pós-Doutorado na mesma área pela Universidade de Lisboa, onde atua como professora do Centro Federal de Educação Tecnolgica Celso Sukow da Fonseca (CEFET-RJ).

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por