Membro da A.R.L.S. Itaipu ministrará palestra no V Simpósio Internacional de História Medieval no Chile

O Tio Augusto Leandro Rocha da Silveira, membro da A.R.L.S. Itaipu nº 2226, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, irá ministrar a palestra “Aspectos Éticos no livro da Ordem de Cavalaria de Ramon LLuLL e seu encontro com Jacques d Molay”, na primeira semana de outubro, no V Simpósio Internacional de História Medieval, em homenagem aos 900 anos (1118/2018) da fundação da Ordem dos Templários, em Santiago, no Chile. O evento será realizado na universidade Gabriela Mistral, com o objetivo de discutir temas correlacionados a Ordem dos Templários.

Formado em direito em 2002, licenciado e bacharelado em filosofia em 2016 pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Pós-graduado em direito da Responsabilidade Civil, atualmente graduando em história pela mesma; pesquisador do Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência Raimundo Lulio (IBFCRL), em São Paulo, o Tio Leandro Rocha como é carinhosamente conhecido, em sua palestra abordará a obra do filósofo catalão Ramon LLuLL (1232/1316); sua obra intitulada Livro da Ordem de Cavalaria, no qual, o filósofo fala sobre questões relevantes para o novato com interesse em ingressar nesta Ordem.

A partir disso, faz uso de alegorias com fim de instruir de maneira extremamente didática o bom agir do futuro Cavaleiro. Assim, no desdobrar de sua narrativa, o autor conjuga através de uma ética social utilizando a contradição entre vício e virtude, almejando ao final regulamentar a atitude benfeitora do Cavaleiro, tornando este os braços de Deus na busca de justiça na sociedade vigente.

Na autobiografia do filósofo supracitada, ditada a um monge cartuxo intitulada vida coetânea da conta de maneira expressa do encontro entre Jacques d Molay e Ramon LLuLL. O intuito do autor seria convencer o Grão Mestre da Ordem Templária a dissolver a Ordem do Templo e unificar as Ordens Militares existentes à época (hospitalários, templários, etc).

“A importância dessa palestra no exterior, seria demonstrar primeiramente, a participação de um pesquisador brasileiro num tema de relevância internacional, demostrar a importância do pensamento de um filósofo pouco estudado e, ainda a importância ímpar do legado incontestável da ética templária e da figura de Jacques d Molay para os dias atuais”, enfatiza o Tio Leandro Rocha.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por