PGMN celebra dois anos do seu primeiro livro; com uma nova campanha de marketing – Irmão Guilherme Santos lança também um novo site e a versão em e-book, além do seu próprio Book Trailer.

O livro A Morte do Filho do Rei, romance de estreia do escritor e PGMN da Ordem DeMolay Guilherme Santos, completou dois anos de publicação no último dia 7 de junho. Para marcar a data, o autor iniciou uma nova campanha de marketing para alcançar mais leitores e preparar o terreno para os próximos livros.

Com uma nova campanha de marketing, o irmão Guilherme Santos lançou também um novo site e a versão em e-book, além do seu próprio Book Trailer que poderá ser assistido no próprio site, http://www.amortedofilhodorei.com.br

Lançado em 2018 pela Adelante, um selo da Editora Gulliver, o livro, que tem mais de 370 páginas, já vendeu quase mil exemplares para leitores em todo o país. Nessa nova fase, além da versão impressa ganhou também sua edição em E-book para os adeptos dos livros digitais e um inédito Book Trailer, um vídeo curto que pode ser conferido abaixo.

O livro conta a história de um senador muito influente e amado pelo povo, prestes a se tornar presidente da República. Tido como incorruptível, esse político poderoso se vê ameaçado após um relacionamento amoroso fora do casamento, revelando o quão longe pode-se ir na busca pelo poder.

“É uma grande alegria chegar aos dois anos de publicação com o êxito que tive”, conta o irmão Guilherme. “É muito difícil livros nacionais e de ficção de um autor estreante terem o desempenho que A Morte do Filho do Rei teve, e com certeza a Ordem DeMolay e a Maçonaria foram cruciais para isso. Agora, estamos trabalhando para alcançar mais leitores e fortalecer a imagem do livro, antes de lançarmos outros livros dessa que planejo tornar uma trilogia”.

Interessados em adquirir qualquer versão do livro podem acessar o site próprio e comprá-lo no formato impresso ou e-book.

Sobre o autor

Guilherme Santos é jornalista e especializado em gestão pública. Desde 2006 atua em campanhas eleitorais e em assessoria parlamentar. Foi assessor de imprensa na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara dos Deputados, em Brasília; atuou como chefe de gabinete e como secretário executivo de um grande partido em Minas Gerais.

Natural de Santo Antônio do Monte, é membro da Academia Santantoniense de Letras (ACADSAL). A Morte do Filho do Rei é o seu primeiro romance.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por