Professor e membro do Capítulo Cidade de Niterói, no RJ, cria canal sobre assuntos do cotidiano

O Irmão Sênior DeMolay Guilherme Souza de Lima e Cirne, 39, membro do Capítulo Cidade de Niterói nº 129, em Niterói, distante 40 km do Rio de Janeiro, professor de história e língua portuguesa, está buscando patrocínio para poder dar continuidade a um projeto criado há um mês. Trata-se do Apoia.se, um site de financiamento e crownfunding, onde criou esse canal. O crownfunding serve para ajudar com os custos da edição, com o objetivo de abordar assuntos do cotidiano.

“A ideia é tentar explicar situações do cotidiano. Por exemplo, meu último vídeo falou sobre o navio Ever Given que ficou encalhado no canal do Suez por várias semanas. Eu percebi que muitos alunos meus, adolescentes e até adultos mesmo ficaram tentando entender qual era a importância daquela situação. Daí surgiu o vídeo e a edição da produtora tornou o vídeo dinâmico e jornalístico; muita gente gostou”

Guilherme Cirne menciona que o público-alvo do seu projeto são os adolescentes e os jovens adultos. “Nâo vi no YouTube até agora nenhum canal que fale sobre política internacional com abordagem mais leve e linguagem mais direta que possa atrair esse público. Mesmo que muitas vezes seja um conteúdo considerado pesado, como guerra na Síria, por exemplo, acredito que seja possível traduzir isso para que o jovem possa compreender melhor as coisas que acontecem no nosso mundo”.

Também explica que precisa desse apoio financeiro para poder pagar mensalmente a produtora de edição, “faz um mês que eu tenho várias pautas para transformar em vídeo, mas não consigo finalizá-la por falta de dinheiro”.

Para que ele possa, mensalmente produzir 2 vídeos é necessário obter uma meta de 150 reais para manter viva a esperança da continuidade desse sonho, ensinando de forma lúdica e objetiva e forjando grandes cidadãos para a sociedade.

“O canal começou como sendo um canal de língua portuguesa. Mas, eu vi que podia fazer mais apresentando conteúdos que envolvessem as relações internacionais, política internacional e história”.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por