Realizado na última quinta-feira, na Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, seminário sobre os 35 anos da Constituição Federal

Foi realizado na última quinta-feira, 9 de novembro, na Grande Loja Maçônica do Estado de Minas Gerais (GLMMG), em Belo Horizonte; promovido pela Loja Maçônica de Pesquisas Quatuor Coronati Pedro Campos de Miranda, um seminário para comemorar os 35 anos da Constituição Federal, completada no dia 5 de novembro. Os palestrantes convidados foram: Daniel Giotti (DeMolay e Maçom), procurador da Fazenda Nacional, professor e escritor, Ronaldo Bretas de Carvalho Dias ( Maçom, Professor e Doutor em Direito pela UFMG) e Túlio Cesar Pereira (Maçom, Professor e Pesquisador).

Giotti abordou o tema Tributação, Finanças Públicas e o Desenvolvimento na Constituição de 1988. Ronaldo Bretas explicou sobre o Estado de Direito Institucionalizado na Constituição Federal de 1988. E Túlio Cesar Pereira, conversou sobre Cidadanias, Garantias Constitucionais e o Equilíbrio entre os Poderes.

“Em comemoração aos 35 anos da promulgação da Constituição Federal, nada melhor do que promovermos uma discussão sobre diferentes aspectos de nossa carta magna”, menciona Rodrigo dos Anjos, ex-Grande Mestre Estadual do Grande Conselho do Estado de Minas Gerais (GCE-MG); Grande Primeiro Vigilante da GLMMG.

“Como cidadãos, é fundamental que conheçamos esses aspectos. Como Maçons, é fundamental que promovamos a cidadania”, adiciona.

“A GLMMG valoriza muito quaisquer iniciativas em direção à educação maçônica, e a nossa Loja de Pesquisas é uma de nossas joias. Acreditamos firmemente que, apenas depois de conhecermos profundamente nossa história, nossos princípios e nossos propósitos, é que podemos efetivamente nos dedicar à nossa Instituição”, completa Dos Anjos.

No dia 5 de outubro,  a Constituição Federal, conhecida como a Constituição Cidadã, comemorou 35 anos. A partir das 15h50 do dia 5 de outubro de 1988, a democracia passou a vigorar no Brasil, após 21 anos de regime militar.

Para chegar até aquele momento, a Assembleia Nacional Constituinte (ANC) contou com a participação de 559 parlamentares, dos quais 72 eram senadores e 487, deputados federais. A ANC, convocada pelo Presidente José Sarney em 1985, recebeu sugestões de 5 milhões de formulários enviados pelo correio.

Diversas autoridades maçônicas estiveram presentes na ocasião, fortalecendo ainda mais os laços de fraternidade já existente entre eles.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por