Secretário Executivo da Academia Brasileira DeMolay de Letras ministrou palestra online sobre dicas de Redação para jovens desta Instituição Juvenil que irão prestar o ENEM no próximo ano

O Irmão Daniel Abud Marques Robbin, membro do Capítulo Pharol do Norte nº 937, do município de Ladário, distante 426 km de Campo Grande, atualmente Secretário Executivo da Academia Brasileira DeMolay de Letras (ABDL) e Mestre Conselheiro Estadual Adjunto do Grande Conselho do Estado do Mato Grosso do Sul, (GCE-MS), ministrou, a convite da Comissão Nacional de Educação do Supremos Conselho DeMolay Brasil, (SCDB), junto ao Gabinete Nacional desta entidade, um webnário no último sábado, 14 de novembro, onde preparou diversas dicas para os jovens desta Instituição Juvenil, que irão prestar o Exame Nacional de Ensino Médio, (ENEM) no próximo ano, atingirem a pontuação máxima na redação.

O webnário teve como objetivo principal explicar as competências avaliadas na prova de redação do ENEM, além dos aspectos que mais garantem pontos na avaliação. Dicas sobre coesão e coerência, marcas de autoria na redação, tipos de argumentação, além do uso das conjunções e outros conectores, foram alguns destaques citados.

O evento foi realizado apenas para os membros da Ordem DeMolay através da plataforma Universidade Jacques DeMolay. Essas palestras online estão sendo organizados pela Comissão Nacional de Educação do SCDB junto ao Gabinete Nacional desta entidade.

“A redação é um peso que pode garantir o acesso à universidade de qualidade, ou uma barreira que dificultará esse ingresso. Para superar os desafios da escrita, precisamos de muito treino, prática e leituras. Sinto-me honrado em contribuir de alguma forma com o aperfeiçoamento das habilidades de escrita dos vestibulandos”.

Daniel Abud é acadêmico do oitavo período de Letras – Português/Espanhol, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, (UFMS), Campus do Pantanal, leciona Língua Portuguesa e Literatura num cursinho pré- vestibular de sua cidade. 

Recentemente ele desenvolveu uma pesquisa de iniciação científica voltada a área da Geossolinguística, investigando denominações para corpo humano no interior do estado do Mato Grosso do Sul e projetos de extensão na área do Ensino da Literatura. Atua, ainda, como revisor de estilo no periódico Água y Território.

Geossolinguística é um macroprojeto de pesquisa da realidade léxica do norte do país, onde coleta dados e traça características nas áreas da geossolinguística e socioterminologia.

Foto cedida para divulgação

Você também pode se interessar por